Automotivo
9 de Junho de 2021

Tudo o que você precisa saber sobre abrasivos em funilaria

Quer saber tudo sobre abrasivos em funilaria e dar o destaque que sua oficina merece no mercado? Então, confira estas dicas!

Tempo de leitura:

Quem trabalha no ramo de reparação automotiva certamente sabe como o mercado está cada vez mais competitivo e com clientes mais exigentes. O fato é que, além de um bom atendimento, o consumidor está buscando também resultados impecáveis.

E por mais que você, profissional da área, tenha conhecimento e experiência no assunto, há dois segredos indispensáveis para se entregar um trabalho perfeito: dominar bem as técnicas e contar sempre com bons abrasivos de funilaria. 

Pensando justamente nisso, hoje a gente resolveu preparar um post exclusivo só para abordar dicas de abrasivos em funilaria profissional e, claro, compartilhar alguns conselhos essenciais na hora de oferecer o serviço ao cliente.

Para não ter dúvidas, quem nos dá as dicas de ouro é um especialista na área, Carlos Alberto Cardoso de Souza, Promotor Técnico Automotivo na Norton. Ele domina muito o assunto!

Afinal, o que são abrasivos em funilaria? 

Todo profissional funileiro usa e escuta a todo tempo falar em abrasivos em funilaria. Em um conceito mais técnico, os abrasivos se referem àqueles materiais que são capazes de lixar as superfícies sob ação de um atrito.

Em outras palavras, são as indispensáveis e fundamentais lixas que todo reparador de automóveis tem em sua oficina. É por esse motivo que os abrasivos de funilaria, entre eles, lixas, mantas, escovas e discos, são feitos em material mais bruto e duro, justamente para criar esse atrito contra o material lixado. Além disso, essas características foram pensadas também para facilitar e otimizar a vida do funileiro que realiza operações mais brutas e duras na oficina.

Quando falamos de lixas, elas são compostos basicamente de:

  • costado (papéis com pesos diferentes/pano/fibra);
  • maker (adesivo de ancoragem);
  • mineral (pode ser cerâmico ou convencional);
  • sizer (adesivo de cobertura).

E para que servem os abrasivos em funilaria na prática?

Se você já pensou em uma única resposta (que é lixar!), saiba que os abrasivos são mais amplos e têm funções distintas na funilaria, desde o nivelamento de partes, até o acabamento final.

Para explicar melhor, Carlos cita o seguinte: "sobre o uso dos abrasivos na área de reparação automotiva, temos soluções diversas, e a sua aplicação é necessária da etapa de funilaria até a do polimento automotivo. Basicamente, o nosso mix de abrasivos é utilizado em etapas de corte, desbaste, refino (claro, variando no tipo em cada etapa do processo)."

Quais são as vantagens desses materiais na funilaria? 

Como há diferentes abrasivos em funilaria, cada qual com características e composições diferentes para as etapas de uma reparação, é preciso saber identificar qual tipo de tratamento o veículo necessita e qual material deve ser utilizado naquela tarefa.

Para Carlos, o grande diferencial dos abrasivos de funilaria da Norton está justamente nessa variedade de opções de que a empresa dispõe no mercado. "O nosso maior diferencial é o mix de produtos Norton, que proporciona diversas soluções para vários tipos de situações", reforça o Promotor Técnico Automotivo.  

E para dar continuidade à sua retórica, o especialista conclui. "Hoje em dia, a tecnologia da estrutura do veículo evoluiu muito desde os primeiros modelos, que eram feitos de madeira e aço. Atualmente, eles são feitos de liga de aços especiais, alumínio de alta dureza e até de fibra de carbono.

E pensando nessas evoluções, desenvolvemos máquinas e abrasivos cerâmicos específicos para facilitar a vida do funileiro automotivo, e assim o tornando mais capaz, para realizar um reparo de qualidade e mais eficiente.

Onde os abrasivos em funilaria podem ser aplicados na prática?

Essa é uma questão importante, pois há diferentes abrasivos disponíveis no mercado, sendo que muitos deles não são apropriados para reparos automotivos. É o caso, por exemplo, de abrasivos para a construção civil.

Logo, é fundamental reforçar que o conhecimento técnico e a escolha adequada do materiais para cada tipo de serviço é fator imprescindível na rotina dos profissionais. E isso não serve apenas para garantir trabalhos mais qualificados ao cliente, mas também para assegurar o bem-estar do funileiro automotivo. Carlos concorda com isso ao associar o uso correto dos equipamentos à segurança do profissional.

"Os abrasivos em geral são utilizados em diversos segmentos, como na indústria, construção civil, madeiras, aeroespacial, marítimo, entre outras áreas. Não indicamos o uso inapropriado do material, como usar um disco de corte para o aço para cortar madeira. Fazer isso é correr risco de um acidente grave. Como a maioria dos produtos é para uso profissional, recomenda-se o treinamento adequado para o manuseio", conclui o especialista.

Então, como escolher o abrasivo correto para seus serviços? 

Aqui, vale reforçar um fator essencial na formação de qualquer profissional automotivo: o conhecimento das técnicas e equipamentos utilizados. E quando o assunto é abrasivo em funilaria, sabemos que a realidade não é bem essa!

Em geral, os profissionais reconhecem muito mais as lixas pelas cores do que pelas características técnicas em si. O especialista destaca que uma dúvida que quase todos os profissionais na área de reparação automotiva têm é sobre a norma de fabricação de lixa. Bom, isso nada mais é que uma norma de fabricação, que indica o quão agressiva é uma lixa comparada com outra que tem o mesmo número no costado.

Para visualizar melhor essa explicação do especialista, a gente compartilha uma tabela mais detalhada abaixo: 

 

 

Mas além desse conhecimento técnico, a escolha dos abrasivos corretos depende do tipo de serviço a ser oferecido no reparo. Tudo depende do processo a ser trabalhado.

A tecnologia dos veículos mudou muito nos últimos tempos. Por consequência disso, os fabricantes de tintas também tiverem que inovar seus produtos. Atualmente, existem modelos de carros com diferentes estruturas, entre antigas e modernas. Aí, vai de cada profissional em reparação automotiva optar pelo produto adequado para o seu serviço.

"A área de reparação automotiva é única! Ou seja, nenhum amassado é igual ao outro e, por isso, temos técnicas diferentes para resolver cada tipo de situação: algumas são muito simples e outras muito complexas, mas é claro, escolhendo Norton, não importa o serviço, sempre vai ser ideal", finaliza o especialista. 

Essas são algumas dicas essenciais sobre abrasivos em funilaria, que também mostram como o conhecimento técnico é fator essencial para a entrega de trabalhos mais qualificados em sua oficina. Portanto, por mais experiente e reconhecido seja o seu trabalho, nunca hesite em aprender mais e em investir em materiais mais modernos e de qualidade superior no mercado. 

Curtiu? Quer saber mais sobre o tema e saber escolher o material certo para os seus serviços? Então, não deixe de conferir também nosso próximo post e conheça os principais diferenciais dos abrasivos da Norton. Boa leitura!

Comentários