Construção
11 de Outubro de 2021

4 dicas para entregar o melhor acabamento em rodapés

Sem dúvidas, um belo rodapé é a cereja no bolo no acabamento de algum ambiente, concorda? Por isso, confira estas dicas e capriche nas suas obras!

Tempo de leitura:

Sabe aquele detalhe que dá outra cara na obra finalizada e que todo o cliente tem satisfação de ver em seu projeto? O acabamento de rodapé perfeito!

Bom, claro que tudo vai depender de um conjunto de outros caprichos, como a pintura da parede, o piso escolhido, o forro do teto, entre outros. Mas indiscutivelmente, um rodapé bem instalado e sem erros é a cereja do bolo, concorda?

E justamente para não perder a oportunidade de caprichar na entrega e garantir um acabamento impecável dos rodapés em sua obra, nós separamos 4 dicas práticas sobre o que fazer e o que utilizar nesse processo.

Sendo assim, sem mais delongas, bora direto ao ponto. Boa leitura! 

1. Saiba como escolher o melhor rodapé para o projeto 

Vamos combinar que os rodapés podem dar um toque mais que especial no ambiente, mas também destoar completamente e mudar toda a estética do projeto. 

Portanto, mesmo que o cliente já tenha algo em mente, é papel do pedreiro profissional colocar outras opções na mesa, que muitas vezes o contratante nem conhece.

Por exemplo, quando falamos em acabamento de rodapé, podemos considerar inúmeros materiais disponíveis no mercado, como madeira, PVC, gesso, MDF, com o próprio piso e, até mesmo, com tinta.

Logo, como profissional, saiba apresentar toda essa variedade e coloque à disposição todas as opções de escolha ao cliente, levando em consideração fatores como custo, praticidade na instalação, estética, facilidades de limpeza etc. 

2. Leve em consideração a textura e o tamanho do rodapé 

Dependendo do tipo escolhido, o acabamento do rodapé pode ganhar diferentes texturas, formatos e tamanhos, conforme o gosto e a vontade do cliente. Bom, tem aqueles já prontos, que bastam ser instalados na parede e, muitas vezes, já contemplam desenhos e formas pré-definidas. 

Porém, outros tipos de rodapés, em geral os que chegam em material bruto ou confeccionados pelo próprio pedreiro, precisam de um acabamento a mais. E a vantagem disso é que é possível escolher também as texturas e formatos a serem utilizados.

No entanto, para isso, a dica é consultar o cliente e mostrar exemplos de algum portfólio, com fotos e modelos prontos. Aqui vale também buscar combinar os formatos com outros detalhes do projeto, com os batentes de portas e janelas, forros do teto etc.

3. Trabalhe bem os detalhes e características do rodapé 

Para dar um melhor acabamento de rodapé, não economize ideias e, se preciso, as apresente ao contratante. Como dica, dá pra se basear em alguns detalhes interessantes e bem flexíveis, como apostar em estilos mais rústicos, saber harmonizar diferentes cores com as pinturas da parede, e combinar tonalidades com o piso.

4. Invista em materiais adequados 

Assim como nas demais etapas de sua obra, o acabamento de rodapés demanda materiais de qualidade. Ou seja, lixas, discos de corte, limas, colas, tintas, massas, entre inúmeros outros abrasivos e insumos vão fazer a diferença na entrega final.

E isso nem se limita a questões estéticas, hein? Materiais de maior qualidade também têm influência direta no custo, na eficiência, no tempo e na produtividade do trabalho.

Enfim, esses são algumas dicas e informações relevantes sobre como caprichar no acabamento de rodapés e entregar um projeto ainda mais impecável e satisfatório para o seu cliente. Seja você um pedreiro iniciante ou experiente, focar nesses detalhes é a chave para o sucesso e destaque no mercado! 

Curtiu? Quer saber onde encontrar os melhores insumos e abrasivos pra sua obra? Então, confira nossa lista de revendedores e encontre o mais próximo de você. 

Comentários