Automotivo
5 de Julho de 2022

Como fazer polimento automotivo? Confira 9 pontos de atenção

Dúvidas sobre os procedimentos de polimento automotivo? Então, aproveite a oportunidade e leia esse artigo ele foi feito para você.

Tempo de leitura:

Atualmente, saber como fazer polimento automotivo é essencial para quem trabalha com funilaria. Portanto, quanto maior o conhecimento e técnica do profissional, maior é a sua autoridade e destaque junto aos concorrentes. Afinal, quando pensamos em um procedimento como esse, a primeira coisa que vem em mente são pessoas habilidosas com os equipamentos e produtos utilizados. Não é mesmo?

Com a alta na procura por seminovos, muitas pessoas estão investindo na estética automotiva cada vez mais para manter um bom valor no momento da venda ou troca por outro modelo. Não podemos deixar de falar das pessoas apaixonadas por automóveis, essas não medem esforços para ter o melhor para o seu carro.

Para você que trabalha com funilaria, como está seu conhecimento sobre o polimento automotivo? Sente que pode oferecer mais para o cliente e melhorar os seus negócios? Para te ajudar nessa tarefa, preparamos este post sobre como fazer o polimento em carros. Boa leitura!

Como é feito o polimento automotivo?

Primeiramente, é importante saber como funciona esse procedimento. Sendo assim, fizemos uma listagem com as etapas do polimento para você conhecer. Descubra.

Corte

O primeiro passo, podemos considerar o mais agressivo. É nesse momento que é feita a correção dos defeitos com maior intensidade. Para isso, é utilizado um composto específico junto a uma boina de lã branca. Com o auxílio da politriz é espalhado o produto sobre o carro com a rotação em giro baixo.

Refino

Na etapa de refino, o polidor remove as marcas deixadas pelo corte. É distribuído com a politriz em giro baixo um composto removendo o restante do produto com uma flanela.

Lustro

Com uma boina macia é feita a lustragem para remover as marcas em formato de “redemoinho” que ficam dos processos anteriores, além disso, essa parte do polimento ajuda a intensificar o brilho. O produto aplicado é espalhado e repetido como nas etapas anteriores.

Vale lembrar que a escolha dos produtos utilizados impacta na qualidade do serviço, assim como no valor cobrado. Por isso, opte por fabricantes como a Norton que disponibiliza uma linha completa de produtos com alta performance e tecnologia.

Quais as práticas importantes durante o processo do polimento automotivo?

Agora que você sabe como é feito polimento automotivo, vamos destacar práticas importantes para quem trabalha na área. Confira.

1. Avaliar defeitos da pintura

Quando o cliente vai até o centro automotivo em busca do polimento, ele quer ser atendido por um especialista que vai saber identificar a necessidade de seu carro. Por esse motivo, é fundamental uma análise precisa da situação da pintura para entender qual produto empregar, seu processo e qual a melhor maneira de manter o verniz por mais tempo.

2. Entender as camadas da pintura

A maioria dos carros utiliza a tintura à base de verniz. Por isso, vamos destacar as camas de pinturas que utilizam essa proteção. Veja.

  • primer — essa é a etapa onde é feita a preparação da superfície para aplicação da tinta. Além disso, os compostos químicos do primer proporcionam uma proteção extra contra a corrosão na lataria do carro;
  • tinta — é o pigmento empregado no processo do polimento;
  • verniz — aqui é a última e principal camada da pintura. Contudo, essa é uma etapa que demanda muita atenção para não ocorrer manchas, riscos e contaminações. Além disso, o verniz traz uma maior durabilidade da tinta na peça.

3. Conheça o maquinário e produtos

Para desempenhar as atividades, é necessário o investimento nos seguintes materiais:

  • polidores e massas de boas marcas;
  • boinas de diferentes materiais;
  • ceras;
  • lixas;
  • fitas;
  • politriz.

4. Faça a técnica de lavagem

Essa é uma fase muito importante na hora do polimento automotivo. Afinal, é aqui que todos os resíduos de sujeira são eliminados. Sendo assim, para que a pintura não tenha nenhum risco é fundamental que a lavagem seja bem executada.

Procure utilizar produtos que sejam biodegradáveis e de fácil remoção. Qualquer resíduo que venha a ficar causa um impacto muito grande na qualidade do polimento o que pode gerar um retrabalho desnecessário. Um trabalho inteligente é aquele que não precisa ser refeito. Concorda?

5. Faça a descontaminação

Após o processo de lavagem a próxima etapa é a de descontaminação. Esse processo vai mais a fundo para remover resíduos menores como poeira da tinta, borracha e contaminação que o carro está sujeito no trânsito. Nessa etapa, também é aplicado um produto específico para ajudar nessa limpeza mais profunda.

6. Efetue o mascaramento

O mascaramento é utilizado para isolar determinadas partes no momento de pulverizar a tinta sobre o veículo. Uma vez aplicado o mascaramento, a proteção na pintura e aplicação do primer é maior, além de dispensar o uso de papel.

Nesse sentido, muitos centros automotivos estão optando por produtos com tecnologia de baixo impacto ambiental, visto que a solução é diluída em água. O que é um ponto positivo já que as preocupações com o meio ambiente é por parte de todas as pessoas.

7. Preste atenção no teste de setup

A finalidade desse teste é definir o kit de boinas e compostos polidores que serão empregados no processo. O recomendado é começar os testes em uma pequena parte do capô utilizando composto e boinas com um grau intermediário de abrasão. Após isso, é iniciado o processo de polimento do carro. 

Reforce com o cliente que o teste de setup não causa nenhum tipo de avaria para pintura e que essa prática é extremamente importante para que o procedimento seja efetuado com toda a qualidade que ele precisa, quer e merece.

8. Cuide da proteção e acabamentos

Uma parte do processo de fazer o polimento automotivo que faz toda diferença são os cuidados com o acabamento e proteção da tintura empregada. Por meio desses procedimentos é possível proteger a lataria do carro de agressões e desgastes naturais.

O lustro e proteção permite que a superfície fique nivelada proporcionando uma melhor reflexão da cor. Para realizar essa etapa são empregados polidores específicos para acabamento.

9. Não lixe em excesso

Para fazer o lixamento é preciso uma lixa d’água para remover os locais com tinta fosca e riscos na superfície. O ideal é que seja feito em movimentos regulares e suaves. Quando notar que a irregularidade sumiu, limpe o local com um pano de microfibra utilizando água corrente.

Sempre é bom lembrar que é preciso ter muito cuidado para não lixar em excesso e atingir camadas mais profundas do verniz e causar danos sérios à pintura do automóvel.

Quais erros são evitados ao saber como fazer polimento automotivo?

Já comentamos que fazer o polimento automotivo é uma iniciativa que cada vez mais vem crescendo entre as pessoas que gostam do universo automobilístico. Contudo, alguns profissionais entram no engano de achar que o resultado final é mais importante que todo o processo do trabalho. Separamos alguns pontos que merecem a sua atenção quando for iniciar o serviço. Observe.

Inclinação da boina

Boina é como chamamos a espuma que é encaixada na politriz, de forma alguma ela poder estar inclinada. Existem pessoas que acham que a inclinação da boina é a maneira profissional, o que não passa de um mito.

De forma simplificada, a inclinação da boina causa uma pressão excessiva na superfície que será polida o que gera as famosas holografias na pintura.

Escolha do material inadequado para fazer o polimento automotivo

Fazer o polimento é algo trabalhoso, sendo é necessário produtos específicos para a sua execução. Portanto, quanto maior for a qualidade dos produtos empregados em todas as etapas para a melhor performance do procedimento executado.

Aproveite a oportunidade e conheça a linha de produtos para o polimento automotivo que a Norton Saint Gobain oferece para os profissionais de funilaria.

Pressa

Toda a ordem de execução do polimento é bem pontual, não é recomendado pular ou acelerar etapas. Por isso, é fundamental que você como profissional esteja preparado para eventualidades, como espessura da sujeira, resíduos que saem na lavagem, intensidade dos riscos, entre outros.

Sendo assim, é da sua responsabilidade analisar e identificar esses pontos para propor a solução ideal e fazer o polimento automotivo correto. Dessa forma, não tenha dúvidas que seu cliente será fidelizado.

Por fim, em um momento em que vivemos uma alta na oferta da estética veicular, para o profissional saber identificar e saber como fazer polimento automotivo é fundamental para quem trabalha na área. Além disso, por ser um serviço extremamente técnico, é necessário se aperfeiçoar constantemente.

Falamos isso para as pessoas que já estão a um tempo na área e querem subir um degrau a mais no conhecimento, assim como para quem deseja ingressar no setor.

Portanto, quanto mais gabaritado e certificado maior é a segurança que você passa para o cliente. Com isso, desde a produtividade e agilidade no trabalho e os valores que podem ser cobrados passam por um aperfeiçoamento significativo.

Nosso artigo deixou você instigado para conhecer e se aprofundar na profissão? Se sua resposta for afirmativa, não deixe de conferir nosso curso de estética automotiva e polimento técnico!

Comentários