Automotivo
5 de Julho de 2023

Como fazer um orçamento de funilaria preciso e justo para seus clientes?

Como repassar preços justos para os clientes e manter a lucratividade? Saiba como fazer o orçamento de funilaria ideal!

Tempo de leitura:

Também conhecido como o tradicional serviço de lanternagem e pintura, a funilaria é responsável pela manutenção dos componentes e até da estética da carroceria dos carros.

Vale lembrar que a carroceria pode ser danificada por colisões, chuva de granizo e também pelo desgaste natural dos componentes. Por isso, trata-se de um dos serviços mais valiosos do universo automotivo.

Além da especialização técnica, um dos principais desafios dessa área é garantir um orçamento de funilaria que seja justo e atraia os clientes. Neste post, citaremos os principais pontos que devem ser levados em consideração para garantir bons relacionamentos com seus consumidores. Confira!

Verifique o estado do veículo

Você já deve ter encontrado pessoas que garantem que conseguem detectar um problema automotivo "apenas com um olhar". Por melhor funileiro que qualquer profissional seja, evitar essa abordagem é o melhor caminho.

Isso porque o funileiro pode acabar descobrindo que alguns problemas podem ser mais complexos — o que ele não notou inicialmente, por ter feito uma vistoria malfeita. Caso precise de uma peça de um fornecedor, pode acabar confundindo o material necessário para substituir um para-brisa, por exemplo.

Dessa forma, aquele orçamento que você apresentou para o cliente fica invalidado. Isso compromete a sua relação de longo prazo com o consumidor, prejudica a reputação da sua oficina e pode até ocasionar a perda de um serviço que teria um bom pagamento.

Busque a fidelização

Em alguns casos, pode bater aquela vontade de cobrar um valor muito alto, para receber um bom dinheiro de uma vez só. No entanto, essa estratégia nem sempre é a melhor quando você quer ter uma clientela fiel — e ainda aumenta os riscos de inadimplência, caso o pagamento fique para depois do reparo.

Caso um cliente precise de um serviço mais simples, como a troca de um vidro rachado, cobrar um valor fora da realidade pode até ser eficiente em curto prazo, mas será danoso no futuro. Afinal, aquele consumidor pode levar o carro em outras oficinas e descobrir que a quantia que foi orçada não era justa.

Por isso, é melhor buscar a fidelização como uma forma de garantir clientes contínuos — e não apenas um único serviço. Essa prática também garante que os consumidores bem atendidos façam propaganda do seu trabalho para amigos e familiares, fazendo com que você aumente a sua cartela de fregueses.

Avalie os custos do material e da mão de obra

Antes de repassar o orçamento para os clientes, é necessário considerar o valor de cada peça e os preços da hora do profissional que fará o trabalho. Em uma estratégia mais ampla, é preciso mensurar os gastos indiretos, como materiais, ferramentas e gastos com energia elétrica, aluguel e internet. Por isso, você deve mapear esses custos mensalmente, para que eles entrem na conta final.

Fique de olho nos preços praticados pelos concorrentes, que costumam ser expostos nas redes sociais e em interações com os clientes na internet. Isso serve como um termômetro para descobrir se os valores praticados pelo seu negócio não estão muito distantes da realidade do mercado.

Seja transparente

Não tente enrolar o cliente: explique os problemas, de maneira clara e objetiva, para que ele entenda que o valor que está sendo cobrado é justo. Caso tenha seguido a dica do tópico anterior, terá os preços dos materiais e a mão de obra para apresentar ao consumidor. Outro modo de estabelecer uma relação de confiança é coletar o maior número possível de informações.

Imagine, por exemplo, que você não preste muita atenção ao que diga e repasse um orçamento feito sem muita consistência. Durante o reparo, você descobre que será preciso aumentar o valor do trabalho, já que fica claro que as informações necessárias não foram devidamente analisadas antes de repassar o orçamento.

Por isso, escute o cliente — caso o contato seja feito on-line, leia bem as informações antes de repassar um preço. Ninguém gosta de um aumento de última hora, principalmente depois que os reparos já começaram.

Ofereça garantias

Analise a possibilidade de oferecer garantias ao cliente — desde que elas não comprometam muito a sua lucratividade, claro.

Em serviços mais caros e que garantem uma boa margem de lucro, como um reparo de uma carroceria após uma colisão séria, será mais fácil oferecer um prazo de garantia para os consumidores, por exemplo — já que a garantia não afetará muito a lucratividade.

Além disso, oferecer garantias não se trata apenas de estabelecer um prazo para que o cliente possa voltar para um reparo adicional gratuito. Também é interessante falar com ele sobre a qualidade dos materiais utilizados e da sua experiência naquele tipo de reparo, de modo que ele se convença de que um bom serviço será feito.

Reforce os pontos fortes da sua oficina

O trabalho de convencimento do cliente também passa pelo seu currículo e pelas práticas da oficina. Reforce que a sua empresa só trabalha com bons equipamentos e que os treinamentos garantem que os serviços estejam de acordo com o que há de melhor no mercado.

Durante esse trabalho, o bom atendimento é fundamental: não adianta muito ter milhares de certificados anexados às paredes, se tratar um consumidor em potencial com grosseria e arrogância. Portanto, seja solícito, ouça seus problemas e proponha soluções adequadas.

Busque especializações na área de funilaria

Esse último passo é um bônus para que a sua oficina cresça e expanda as suas oportunidades de atendimento. O campo da funilaria é bastante amplo e oferece uma série de especializações, para que os preços apresentados no orçamento sejam bem justificados.

Algumas delas são:

  • reparo de carrocerias — uma oficina pode se especializar em reparos de colisões, com práticas como o endireitamento dos painéis de metal, a remoção de amassados e a substituição de peças que não podem mais ser consertadas;
  • pintura — o trabalho de pintura automotiva se inicia logo após a manutenção das peças, para que o veículo ganhe aquela aparência renovada e vibrante. A especialização é importante porque o profissional precisa igualar as cores ao tom natural do automóvel;
  • instalação de vidros automotivos — esses profissionais especialistas são capazes de remover e substituir os para-brisas e vidros das janelas que estejam rachados, quebrados ou furados. Também fazem testes de segurança para garantir que os novos vidros são adequados e de boa qualidade.

Caso a sua oficina se especialize em ao menos um desses campos, ela automaticamente se posicionará como uma referência no mercado. Afinal, os clientes sempre priorizarão profissionais que sabem bem o que estão fazendo — até mesmo como uma forma de proteger o patrimônio.

Como você viu no artigo, o orçamento em funilaria deve levar em consideração diversos pontos: um bom atendimento, uma análise cuidadosa do problema, preços justos e a experiência necessária para prover um serviço de qualidade. O profissional que reúne todas essas características aumenta as suas chances de se destacar no mercado e satisfazer seus clientes.

Para ficar ainda mais por dentro dessa área, aproveite a visita e baixe o nosso guia de gestão de oficina e funilaria!

Comentários