Automotivo
1 de Dezembro de 2021

Como recuperar o brilho da pintura automotiva em carros escuros? Entenda

Descubra as melhores técnicas e materiais para recuperar o brilho da pintura automotiva em carros escuros!

Tempo de leitura:

Você já deve ter percebido que os donos de carros escuros sempre têm problemas com o brilho da pintura automotiva. Não é mesmo? Isso porque os riscos e a poeira na lataria se destacam menos em cores claras.

Como defeitos desse tipo desvalorizam o veículo na hora da venda, os proprietários sempre procuram por um serviço que possa recuperar o brilho da pintura automotiva e seja de qualidade. A fim de atendê-los, é preciso usar os melhores produtos e se manter atualizado quanto ás técnicas.

Siga com a gente que este artigo está cheio de dicas sobre esse assunto!

Quais são os principais erros mais cometidos?

A verdade é que o primeiro passo para entregar qualidade é não cometer erros. Assim, antes de tudo, vamos entender as falhas mais comuns durante o processo de recuperação do brilho da pintura automotiva. Veja!

Rotação inadequada da politriz

Usar a politriz em alta rotação é um risco. Causa superaquecimento que pode gerar danos na pintura do veículo — desnivelamento da pintura, hologramas e marca de boina. Tais prejuízos, financeiros e, mais importante, à saúde, não são brincadeira.

O ideal é optar pela rotação baixa. Ela evita esses problemas e garante um resultado melhor por permitir um controle maior da máquina, facilitando o processo de espalhamento dos produtos de polimento em pequenas áreas.

Inclinação de politriz

O nivelamento do verniz sobre toda a superfície pode ser afetado se o profissional não mantiver a politriz reta. Hologramas aparecem por isso. A dica é usar toda a boina de maneira chapada contra a lataria. 

Não ter processo definido

Profissionais experientes, que já aplicaram um polimento automotivo inúmeras vezes, têm prática, podendo fazer todo o processo quase que automaticamente. Mas mesmo eles se beneficiam ao estabelecer etapas definidas.

Organizar a forma de realizar uma tarefa diminui a chance de esquecer algum processo ao fazer algo no meio. Outra vantagem é a agilidade que isso garante ao reparo automotivo. Você terá tempo para se dedicar a outras coisas e o cliente vai achar ótimo não ficar esperando muito.

Como recuperar o brilho da pintura automotiva?

Depois de ficar atento às possíveis falhas, é hora de colocar a mão na massa. Ou seja, recuperar o brilho da pintura automotiva. Pensando em facilitar, organizamos esse processo. Descubra se na sua oficina também é feito assim! 

Análise da pintura

Para começar, é preciso conhecer a situação da pintura e definir as ações necessárias. Além da perda de brilho, pode haver defeitos como o efeito de casca de laranja, diferença no nível das camadas, ciscos, sujidades, escorridos, oxidações etc. Nesse momento, também é possível fazer testes e escolher qual é a melhor maneira de trabalhar cada um dos problemas. 

Polimento

O polimento é a principal forma de recuperar o brilho da pintura automotiva. Ele nivela e revitaliza as camadas de tinta/verniz, bem como elimina os danos, trazendo de volta o brilho. Em cada uma de suas três etapas corte, refino e lustro um composto polidor específico é aplicado com uma boina, combinado com uma politriz rotativa ou roto orbital.

Essa divisão visa atingir todos os tipos de defeitos, do leve ao profundo. O diferencial está nos produtos usados e na capacitação do profissional em aplicá-los durante o polimento.

Proteção

Após eliminar os danos com os quais o veículo chegou à oficina, é hora de dificultar o surgimento de novos. A proteção se trata da aplicação de uma camada de resina protetora. Ela realça o brilho da pintura e aumenta a durabilidade do verniz, deixando o carro protegido. 

Como resolver o problema de holograma e garantir qualidade do serviço?

O holograma é um efeito de raios que surge como consequência da falta de qualidade no polimento do carro. Já mencionamos como evitar esse tipo de situação, mas o que fazer para resolver esse problema e entregar o melhor serviço? A seguir listamos técnicas e dicas. Não perca!

Não descuide da limpeza e da proteção

Tomar cuidados preventivos evita que problemas surjam durante o processo de polimento. No que se refere à limpeza e proteção, algumas práticas representam excelentes meios de precaução. As principais dicas para tanto são:

  • proteja as áreas que não serão polidas;
  • use sempre todos os EPIs, como óculos, protetor auricular, máscara, luvas e um avental, desde o início;
  • limpe e seque as boinas para que não fiquem acumulados resíduos de produtos ou água, que prejudicam a qualidade do próximo polimento.

Use os melhores materiais no processo 

Como profissional, é necessário estar sempre em busca de informações atualizadas sobre como aplicar as melhores técnicas e, com isso, garantir a satisfação do cliente. Porém, além de fazer o trabalho com excelência, escolher materiais de qualidade pode ser um diferencial.

A Norton tem diversos itens para o ramo automotivo. Assim, visando recuperar o brilho da pintura automotiva de carros escuros e evitar o surgimento de hologramas durante o polimento, você vai precisar de:

  • 1 politriz, que será usada em todas as etapas do processo;
  • 1 boina de lã ou espuma número 1 para o corte;
  • 1 boina de lã sintética amarela de espuma número 2 para refino;
  • 1 boina de espuma preta dupla face ou de espuma branca número 3 para o lustro;
  • massa de polir Norton Liquid Ice, que será aplicada no corte;
  • Norton Liquid Ice Ultra Step 2, ideal para o refino
  • Norton Liquid Ice Ultra Step 2, ideal para o lustro;
  • spray de acabamento Norton Liquid Ice;
  • pano de microfibra, útil nos toques finais.

Comece pelo corte

Essa técnica é a primeira etapa aplicada durante o polimento. Ela tem a função de corrigir os defeitos profundos. Por isso, é bem agressiva e desgasta a pintura, mas deve ser realizada até que a maioria dos danos desapareça completamente. 

Faça o refino

Ainda no processo de polimento, o refino serve para tirar o aspecto bruto deixado pelo corte e para remover os últimos defeitos. Nessa fase, são eliminadas as marcas superficiais que permaneceram. Em carros de cores escuras, ela é indispensável para acabar com os hologramas.

Finalize com o lustro

O lustro é a última parte do polimento. Trata-se de dar o acabamento necessário às outras fases. Além de garantir a uniformidade dos produtos usados, o lustro intensifica o brilho da lataria do veículo. 

Neste artigo, você viu qual é a melhor maneira de recuperar o brilho da pintura automotiva. Além de como a capacitação profissional e o uso dos melhores materiais fazem a diferença, tanto ao evitar erros como ao resolver problemas. Seguindo as nossas dicas e usando os insumos da Norton seu cliente ficará satisfeito. 

Se você quer se manter na dianteira do mercado, oferecendo a qualidade que os concorrentes não têm, este Curso de Polimento Técnico é o próximo passo!

Comentários