Construção
20 de Abril de 2021

Veja 5 práticas para promover segurança no canteiro de obras

Nesse post, listamos alguns riscos comuns em canteiros de obras e, claro, alguns conselhos e cuidados essenciais na rotina dos profissionais. Confira!

Tempo de leitura:

Promover a segurança no canteiro de obras é uma prática fundamental, que visa não só garantir o bom desempenho das atividades, mas também o bem-estar e a vida dos profissionais ali presentes. 

Para se ter uma ideia melhor, a construção civil é considerada o quinto setor com mais casos de acidentes de trabalho no Brasil, de acordo com levantamento. Em números, cerca de 450 profissionais perdem a vida ao ano por falhas ou falta de segurança adequada em canteiros de obras. 

É muito, não? Por isso, garantir a segurança pessoal e coletiva durante as atividades é uma obrigação de todos e, sem dúvidas, diversas práticas e atitudes podem fazer a diferença no dia a dia. 

Pensando nisso, preparamos um post completo e extremamente importante sobre como promover a segurança no canteiro de obras e ajudar a reduzir essa triste estatística entre os profissionais brasileiros. Vamos conferir? 

Quais os riscos encontrados no canteiro de obras? 

Quem é pedreiro, pintor, engenheiro ou qualquer profissional atuante diretamente nos canteiro de obras sabe bem como estes ambientes são repletos de riscos de acidentes. Afinal, durante as atividades, cruzamos frequentemente com diversos equipamentos, materiais pesados e superfícies que requerem todo cuidado e atenção. 

Os riscos em canteiros de obras são tão variáveis, que é possível classificá-los em diferentes categorias, como agentes físicos, químicos, ergonômicos etc. 

Para ficar mais claro e como uma linguagem mais simples, nós destacamos a seguir alguns exemplos comuns destes riscos na construção civil. Confere aí! 

  • Falta de organização: parece óbvio, mas a desorganização dos canteiros de obras oferece riscos diversos aos colaboradores, como tombos, quedas de objetos, escorregões, queimaduras, entre outros possíveis acidente, simplesmente por não haver regras ou cuidados especiais quanto à organização do ambiente; 
  • Falta de atenção: um canteiro de obras requer atenção. foco e concentração a todo tempo dos colaboradores. Uma simples distração pode acarretar em incidentes de leves a sérios, em especial, durante o uso de equipamentos, como disco de corte, martelos, pregos, lixadeiras etc; 
  • Falta de EPIs adequados: um erro grave e passível a multas é a ausência de EPIs adequados durante as atividades. E isso não se resume a canteiros de obras grandes. Pedreiros e pintores particulares também devem prezar pelo uso de tais equipamentos, mesmo em atividades "menos" arriscadas, como pintura de ambiente externo, andaimes pequenos, descarregamento de caminhões etc;
  • Ausência de sinalização: outro fator agravante de riscos em canteiros de obras é a falta de sinalização nos ambientes, o que pode reforçar a falta de atenção e descuido das pessoas. 

E quais as melhores dicas para promover a segurança no canteiro de obras? 

Só de listar os principais riscos em um canteiro de obras, já é possível imaginar algumas práticas essenciais para evitá-los, não é mesmo? Pois é! Mas na prática, a gente sabe bem que, nem sempre, estes cuidados são tomados e, até muitas vezes, nem são conhecidos entre os profissionais. 

Para quem preza pela qualidade e segurança do trabalho nos canteiros de obras, abaixo separamos algumas dicas muito úteis para a rotina de vocês. Logo, confira cada uma delas e coloque-as em prática em seu dia a dia. Vamos lá! 

1. Treine e conscientize sua equipe 

Saber e reconhecer os riscos de acidentes em canteiros de obras é o primeiro passo para a conscientização dos profissionais. Afinal, quem é pedreiro ou pintor, certamente conhece um bocado de gente que trabalha jogando com a sorte e acredita que a experiência é suficiente para evitar acidentes. 

Pois é, mas não é bem assim! Todos são passíveis de cometer erros e falhas e, consequentemente, acarretar acidentes diversos, que podem, inclusive, ser bem graves. 

Sendo assim, além do treinamento adequado de seus colaboradores e ajudantes, reforce sempre a questão da conscientização coletiva e que todos devem estar atentos aos riscos, prezar pelo uso correto dos equipamentos e materiais, utilizar EPIs e pensar sempre no bem-estar próprio e do próximo. 

2. Garanta o uso de EPIs e EPCs no canteiro de obras 

Aproveitando o gancho do tópico anterior, os equipamentos de segurança tanto pessoais quanto do grupo, são mais do que essenciais em um canteiro de obras. Ou melhor, são obrigatórios! 

Em projetos de grande porte, esta prática é mais comum entre os funcionários, mas é fundamental também em obras e serviços particulares, ok? Por isso, ao fechar um projeto com o cliente, inclua em seus materiais máscaras de proteção, capacetes, fitas isolantes, luvas, entre outros acessórios que garantam mais segurança em suas atividades. 

3. Cumpra as normas de segurança 

O conhecimento e a capacitação são sem dúvidas dois diferenciais que fazem do pedreiro um profissional de confiança e qualidade. Por isso, conhecer e, principalmente, pôr em prática as normas de segurança da construção civil é super importante para evitar acidentes e promover mais segurança nos canteiros de obras. 

Entre alguns exemplos básicos de normas indispensáveis no conhecimento de todo profissional, destacam-se a NR-18 (que trata das condições e meio ambiente de trabalho) e a NR-35 (que aborda riscos de trabalhos em alturas). 

Além disso, as empresas com mais de 20 colaboradores são obrigadas a elaborar um PPRA (Programa de Prevenção de Riscos Ambientais), que estabelece regras e diretrizes das atividades exercidas no canteiro de obras. 

4. Crie uma cultura de segurança 

Além dos cuidados e do trabalho de conscientização, promover a segurança no canteiro de obras também requer certa cultura organizacional. Ou seja, é preciso que todos os colaboradores estejam cientes dos riscos e sigam as diretrizes corretas como um coletivo.

Com o tempo, isso passa a ser uma prática natural, em que todos lembrarão de usar os equipamentos de segurança antes de uma atividade, de arrumar o ambiente ao fim do expediente, de utilizar acessórios e materiais corretos, entre outros. 

5. Crie e atualize sua política de segurança 

Elaborar uma política de segurança é uma forma de padronizar e repassar certas regras, cuidados e diretrizes aos seus colaboradores e ajudantes. Nela, você pode listar, por exemplo, quais equipamentos de segurança são obrigatórios, como cada atividade deve ser realizada, quais profissionais estão aptos a realizá-las, entre outros pontos essenciais. 

Depois, é fundamental que tal documento passe por revisões e atualizações de tempos em tempos, justamente para reforçar os pontos citados com os demais da equipe e adequar as diretrizes de acordo com as necessidades do trabalho. 

Enfim, essas são algumas dicas sobre como promover a segurança no canteiro de obras. A gente ainda destaca que, hoje, além dos cuidados citados, os profissionais têm a tecnologia e equipamentos avançados, que podem ajudar nessas prevenções. Portanto, invista em aplicativos específicos, sistemas de gestão, maquinários de ponta, abrasivos de qualidade etc. 

Curtiu? Ficou alguma dúvida ou esquecemos de destacar algum ponto importante no artigo? Então, participe e deixe seu comentário! 

Comentários