Quem trabalha com pintura sabe como pode ser complicado precificar o trabalho. Apesar de ser um serviço árduo e custoso, muitas pessoas tendem a cobrar menos do que devem ou, por outro lado, pesam a mão no orçamento e afastam os clientes.

Um dos desafios do pintor na hora de fazer o orçamento profissional é achar um padrão de cobrança aliado às demandas. Por isso, é importante ter um modelo de orçamento de pintura à disposição.

Neste texto, vamos falar sobre como fazer um, mostrando as informações necessárias e oferecendo gratuitamente um modelo exclusivo da Norton. O tema é de seu interesse? Então, siga conosco e tenha uma boa leitura!

Por que é importante fazer um bom modelo de orçamento de pintura?

O pintor, assim como qualquer profissional, precisa ter segurança financeira ao fazer seu trabalho. E um orçamento serve exatamente para dar essa previsibilidade de informações para que tanto o prestador de serviços quanto o cliente saibam o que esperar.

Além disso, o documento traz mais segurança para a relação trabalhista, visto que o contratante sabe as condições de pagamento e o valor que deve desembolsar para o profissional.

Para o pintor, um orçamento bem-feito inclui os gastos que ele vai ter. Além de que, no caso de extras, estes estarão discriminados no documento. Afinal de contas, o profissional precisa lucrar ao oferecer o seu trabalho, não é mesmo?

Quais informações são necessárias nesse documento?

Agora que você já sabe mais sobre o tema, vamos descrever quais informações são necessárias na composição de um modelo de orçamento de pintura. Cada um vai ser diferente. É preciso, antes de mais nada, entender as necessidades do cliente. Ao conversar com ele, faça o diagnóstico das superfícies, pergunte sobre os detalhes dos cômodos, entenda o tipo de piso e o tamanho da área a ser coberta etc.

A partir disso, considere o tempo a ser gasto no serviço, assim como insumos, gastos com ajudantes e ferramentas, alimentação, deslocamento e segurança.

Uma boa proposta para acertar nesta área do conhecimento e em outras é investir em um curso como o “Recursos Mínimos para se Tornar um Pintor de Sucesso Investindo Pouco”, da Norton Academy. Você será capaz de aprender os principais aspectos e técnicas da ocupação de um pintor, verificar como deixar o serviço mais eficaz e, além disso, acertar na montagem de orçamentos e análise de prazos.

Como criar seu próprio modelo?

Que tal partir para a prática? Por fim, vamos ajudar a criar o seu próprio orçamento de pintura. A partir do diagnóstico e das necessidades do cliente, você vai fazer um orçamento personalizado para ele. No entanto, é possível utilizar um modelo para facilitar a captação de informações. O processo de montagem por meio dele garante que você vai colher todas as informações necessárias, sem esquecer nenhum item.

Algumas das informações que mencionamos (ferramentas, insumos, alimentação, entre outros) devem estar sempre em seu modelo, como um “checklist”. Da mesma forma, algumas perguntas preestabelecidas podem facilitar o seu trabalho.

Por exemplo, qual a extensão do imóvel? Quantas paredes devem ser pintadas? Desse modo, você vai preparar a parede e suas ferramentas de forma correta. Uma planilha também ajuda a não se perder.

Como você percebeu, um orçamento é bastante importante. Para facilitar o seu trabalho, temos um modelo de orçamento de pintura da Norton Abrasivos disponível. Desse modo, você não erra na hora de fazer e entregar aos clientes.

Gostou do nosso texto? Não perca mais tempo e realize o download do modelo de orçamento de pintura gratuitamente!

Show Full Content

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back
Close

NEXT STORY

Close
Sem categoria

Como lidar com reclamações de clientes na sua oficina?

julho 20, 2023
Close