O revestimento de parede é uma alternativa amplamente utilizada em projetos residenciais e comerciais. Além das aplicações nas áreas externas, ele também é usado como decoração e composição de interiores.

Para garantir um bom resultado estético e durabilidade, é essencial que o profissional saiba preparar a superfície para receber a aplicação do revestimento. Afinal, a preparação é uma etapa fundamental tanto nos processos de pintura quanto na aplicação de azulejos, papéis de parede e revestimentos em geral.

Pensando nisso, desenvolvemos este conteúdo especial sobre o assunto. No decorrer do artigo, você vai conferir várias dicas práticas envolvendo etapas e processos que devem ser executados na preparação de uma superfície que receberá a aplicação dos revestimentos. Continue a leitura e descubra!

Tipo de superfície

O primeiro aspecto que o profissional precisa considerar é o tipo de superfície. As novas composições têm características distintas das antigas, e cada uma delas com necessidades específicas.

Em superfícies novas é recomendado aguardar o prazo de 28 dias, chamado de “cura da alvenaria” antes de iniciar qualquer procedimento. É importante aguardar esse período porque ele é um tempo de adaptação dos componentes ao concreto.

Decorrido o prazo de cura, o profissional deve realizar a limpeza do local de aplicação, removendo sujeiras e resíduos que possam interferir na colocação do revestimento. Adiante, explicaremos melhor esse processo.

Em superfícies antigas, o cuidado deve ser redobrado, já que esses locais podem ter problemas como vazamentos, mofo, pó e umidade. Por essa razão, verifique com atenção toda a área, remova a sujeira e analise a existência de materiais soltos ou qualquer indício de irregularidade.

Limpeza profunda

A etapa de limpeza é muito parecida com aquela realizada na preparação da parede para a pintura. Tanto em superfícies novas quanto em superfícies antigas, o profissional deve realizar uma limpeza completa e profunda da área.

Se houver muito pó, comece removendo a poeira com um pano limpo e seco. Caso identifique manchas e sinais de mofo, é recomendado usar água sanitária ou outro produto específico para remoção de fungos. Faça a limpeza completa, mantenha o local arejado e aguarde a secagem total para iniciar a próxima etapa.

Vale destacar que, havendo a identificação de vazamentos na área, você precisa informar ao responsável o problema. Neste tipo de situação, pode ser necessário buscar o suporte de outros profissionais a fim de sanar o problema.

Jamais aplique um revestimento em uma parede que parece ter algum tipo de vazamento. Isso pode causar transtornos e retrabalhos futuros.

Reparos e correções

Com a parede totalmente limpa e seca é possível identificar a existência de falhas, pontos de descasque e rachaduras.

Ao notar qualquer irregularidade, dê início ao processo de correção e uniformização das superfícies:

  • em caso de parede descascando, use uma espátula para retirar toda a parte solta. Depois, aplique massa corrida ou um produto específico para uniformizar a área;
  • se houver rachadura ou buracos, também é importante verificar a existência de partes soltas, proceder para a sua remoção para só depois aplicar a massa corrida.

Independentemente do tipo de revestimento a ser aplicado, é essencial garantir que a área esteja uniforme. Isso faz toda diferença no acabamento e também na durabilidade da aplicação do material.

Lixamento adequado

Parede limpa e imperfeições devidamente corrigidas? É hora de começar o lixamento. Esta é uma etapa complementar à anterior que visa garantir o nivelamento, uniformidade e textura adequados da superfície.

Em paredes com respingos de tinta na pintura, o lixamento ajuda a eliminar as deformidades, preparando o local para receber uma nova pintura ou a colocação do revestimento.

Após lixar a parede é necessário limpar o local novamente. Agora, utilize um pano úmido e atente para os cantos e detalhes. Espere a superfície secar completamente para partir para a próxima etapa.

Primer e fundo preparador

Com a parede limpa, você pode começar a aplicação do primer ou do fundo preparador. Ambos produtos são preparadores de superfícies que ajudam a preencher poros presentes na parede, fornecendo o acabamento necessário e deixando o local pronto para a próxima etapa.

Cada projeto tem necessidades específicas em termos de preparação. Por isso, sempre avalie as necessidades e a aplicação dos produtos mais adequados segundo o tipo de revestimento e as especificidades da área a ser trabalhada.

Execução do revestimento

Após deixar a superfície totalmente preparada, é hora de executar a sua colocação do revestimento. O processo varia conforme o tipo de material — cerâmicas, porcelanatos, azulejos, pastilhas, pedras, laminados etc. Sempre posicione as peças seguindo o projeto de paginação, garantindo alinhamento e posicionamento adequados.

Prepare a argamassa seguindo as instruções do fabricante. Ao alcançar a homogeneidade, deixe a argamassa descansar por 15 minutos para depois realizar a remistura. Durante esse período haverá a ativação dos polímeros da argamassa, então, não pule esta etapa.

Após concluir o assentamento, é preciso limpar todo o revestimento com um pano macio. Esse processo vai ajudar a eliminar eventuais resíduos de argamassa.

Proteção adequada

Durante a aplicação, lembre-se de utilizar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) e também de proteger o cômodo, especialmente pisos, janelas, tomadas e móveis. Utilize fita crepe e lonas de plástico.

Secagem adequada

No decorrer de todas as etapas, respeite as indicações de prazo de secagem dos produtos. Assim como acontece no serviço de coloração de gesso, o tempo de secagem é essencial para garantir os melhores resultados do seu serviço.

Inspeção final

Concluído o trabalho, realize uma inspeção detalhada de todo o revestimento. Verifique eventuais ocorrências de problemas em acabamentos e faça os ajustes necessários. Lembre-se de orientar o seu cliente com relação à rotina de limpeza e cuidados. Coloque-se à disposição para sanar qualquer dúvida que surja.

Como você pode ver, a preparação adequada da superfície é a base para obter resultados de alta qualidade na aplicação de revestimentos. Coloque as nossas dicas em prática, economize tempo, dinheiro e garanta a satisfação do seu cliente.

Você gostou de saber mais sobre como preparar superfícies para receber um revestimento? Aproveite para assinar a nossa newsletter e receber conteúdos e dicas como estas diretamente no seu e-mail.

Show Full Content

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back
Close

NEXT STORY

Close
Sem categoria

Material para pintar parede: conheça os 7 itens indispensáveis!

janeiro 18, 2022
Close