Já reparou como é difícil explicar por que uma lixa para aço é melhor que outra? Mesmo quem utiliza esse item no dia a dia costuma não conhecer todos os seus aspectos. Porém, eles precisam ser apresentados para os clientes, demonstrando a facilidade para atingir os resultados e garantir a qualidade de certos serviços.

Esse produto serve para apoiar diversas atividades em construção, mas nunca ganha o centro do palco e, com isso, não recebe a atenção devida. No entanto, esse descuido pode atrapalhar a entrega de uma superfície lisa e polida. Afinal, é nos detalhes que estão os diferenciais em qualquer ramo, não é?

Tá pensando em como evitar esse cenário? Não se preocupe, este conteúdo vai contar alguns aspectos relevantes para seu melhor uso. Bora conferir?

O que observar para saber qual é a melhor lixa para aço?

Quando se trata de saber qual é a melhor lixa para aço, certos detalhes fazem toda a diferença, tá? Características como a granulometria ou sua capacidade de abrasão entram nisso, já que são essenciais na hora de aplicar tais itens.

O primeiro tem a ver com o quão grossa vai ser a lixa. Nesse ponto, a regra é clara: quanto maior o número, menor o tamanho do grão. Isso tem relação com os tipos de metais a serem lixados e o objetivo da tarefa, de forma que cada espessura é adequada para uma situação.

Então, lembre-se: as de numeração baixa servem para trabalhos iniciais, pesados e quando já há tinta, resina, verniz ou massa plástica aplicada à base. Por outro lado, as bem fininhas são voltadas para acabamentos em geral, lixamento de superfícies galvanizadas ou polimento, por exemplo. 

Os abrasivos são materiais que geram aspereza e permitem desgastar, emparelhar ou refinar diversas áreas metálicas. O comum são variações do óxido de alumínio fixadas em um tecido por um adesivo para evitar o risco de rasgar. Assim, esse produto ganha resistência e dureza.

Como escolher uma lixa para aço?

Já entendeu o básico sobre lixa para aço? Então, vamos ver como escolher a melhor opção, na prática? A dica é que cada numeração de lixa abrasiva para aço conta com uma função e deve ser direcionada dessa forma. Veja só:

  • abaixo de 150: servem para o desgaste e a raspagem em busca da remoção de desníveis elevados;
  • de 150 a 220: são ideias para preparação de superfícies ferrosas que vão receber uma pintura nova, melhorando a aderência da tinta;
  • entre 320 e 360: uniformizam a área de base que já tenha recebido algum tipo de fundo ou precise de repintura;
  • acima de 360: são indicadas para dar acabamentos finos e para o polimento.

Por que isso é tão importante?

Tantos detalhes podem ter gerado novas dúvidas, certo? Em especial, qual é o motivo para ter todo esse cuidado? Vale lembrar que prestar atenção a esses aspectos é o que diferencia uma tarefa feita e uma perfeita, por assim dizer.

Portanto, os maiores argumentos em prol de investir nisso estão ligados à qualidade do resultado entregue. Algo que impacta a imagem do profissional que presta esses serviços. Com os melhores materiais se consegue atingir um nível mais alto para ganhar a confiança dos clientes

A lógica nisso é simples: a partir das informações compartilhadas neste conteúdo, fica fácil explicar as razões por trás da escolha de um produto e não de outro, valorizando o trabalho. Ainda, dessa maneira, você não precisa abrir mão de boas marcas.

Como aproveitar essas informações na hora de lixar aço?

Por trás do uso adequado de cada tipo de lixa de metal para aço, está a capacidade de saber combinar os diversos tamanhos de grão a cada etapa, conforme a função para a qual são indicados. Mas não é só isso que garante o melhor efeito. Que tal descobrir os passos que levam a tal resultado?

Pré-lixamento

Antes de começar a colocar a mão na massa para lixar, de fato, é preciso preparar a superfície. Vamos lá? Comece pela limpeza e remova sujeiras que impedem que tintas, primers ou outras resinas se fixem no metal.

Depois disso, é hora de tirar ondulações, ferrugem, corrosão, oxidação, lascas e outros materiais meio soltos. As escovas de aço são uma boa opção para esse desbaste, assim como as limas, que podem ser necessárias se houver qualquer elevação proeminente que precise ser eliminada.

Lixamento

Agora, você vai aplicar os conhecimentos sobre tamanhos e funções das lixas. Basicamente, comece pela de número mais baixo e vá aumentando conforme for chegando ao acabamento fino. Portanto, lembre-se: uma lixa de grão médio para aço não consegue nem desgastar nem ser delicada como uma maior ou menor, respectivamente.

Esse detalhe também precisa ser considerado na hora de decidir utilizar ou não as lixadeiras orbitais e outros equipamentos. Porém, materiais duros ou grandes áreas realmente demandam esse tipo de máquina.

Se a escolha for por fazer esse trabalho de forma manual, utilizar suportes garante uma maior paridade em superfícies planas. Mas nada fora do comum precisa ser adquirido, tá? Pois até uma madeira retangular e lisa pode ser aplicada para distribuir a pressão uniformemente.

Pós-lixamento

Nessa etapa, uma nova limpeza precisa ser feita. Dessa vez, para eliminar o pó do lixamento. Escovas de cerdas finas e panos úmidos são soluções simples, mas eficazes para isso. Então, é só partir para a aplicação de primers ou tintas, lixando e limpando cada camada novamente.

Como se proteger durante o lixamento do aço?

Um engano comum é achar que os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) só servem para a hora da pintura, protegendo contra os componentes químicos dos produtos utilizados. Entretanto, eles devem ser usados desde o início da tarefa, sabia? Afinal, ajudam a evitar que:

  • o pó do lixamento cause alergias e outros problemas respiratórios;
  • as mãos sejam feridas pelo lado abrasivo de uma lixa para aço ou por ferramentas;
  • algo entre nos olhos, ferindo-os e gerando riscos para a visão;
  • os sons altos e repetitivos de lixadeiras e outras máquinas causem danos à audição.

Só por isso, já vemos como evidente a importância da prevenção, não acha? Então, não ignore itens como: óculos de proteção, luvas, protetores auriculares e máscaras faciais. 

Viu só, com a lixa para aço certa dá para ter uma superfície lisa e polida em poucos passos. Mais que isso, com as informações deste conteúdo, você consegue orientar seu cliente na escolha dos melhores produtos e, com a ajuda desses itens, entregar um serviço de confiança, à altura do seu trabalho.

Quer mais dicas? Não perca esse curso gratuito sobre segurança no uso de discos e desbaste!

Show Full Content

Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back
Close

NEXT STORY

Close
Sem categoria

Como fazer pintura com o acabamento perfeito? Saiba aqui!

outubro 11, 2022
Close