Construção
1 de Novembro de 2021

Quais são as melhores práticas de como pintar uma parede rebocada?

Dê um toque final em seu projeto! Saiba como finalizar uma parede de reboco e aplicar uma pintura mais profissional ao seu projeto.

Tempo de leitura:

Sem dúvidas, uma pintura de parede bem-feita é o que podemos considerar como a "cereja do bolo" em uma obra, concorda? Porém, a gente sabe também que, nem sempre, o orçamento permite essa finalização no tempo desejado e não é à toa que muitas construções acabam ficando só no reboco, até que recebam um tratamento mais adequado posteriormente.

E é sobre essa etapa que vamos abordar em nosso novo post. Afinal, como pintar uma parede rebocada de forma correta e dar uma outra cara para a construção? 

Ao longo do texto, você vai conhecer algumas dicas essenciais, quais tipos de equipamentos necessários e, claro, muitas sugestões sobre como economizar e caprichar nesses acabamentos. 

Sendo assim, sem mais delongas, vamos direto aos pontos. Boa leitura! 

Afinal, por que não deixar a construção só no reboco? 

Bom, a gente já falou da questão do orçamento e da realidade de muitas construções por aí! De fato, muitas obras acabam deixando o acabamento para o segundo plano por inúmeros motivos, entre eles, a falta de dinheiro imediato ou mesmo de planejamento inicial. 

No entanto, é importante ressaltar que uma parede simplesmente rebocada vai muito além da questão estética, sabia? Pois bem, o cimento ou a argamassa, em suas formas brutas, não têm a finalidade de acabamento e nem de proteção. 

Logo, a superfície porosa e irregular desses materiais na parede podem ser o cenário perfeito para acumular sujeira, infiltrações, mofos e até facilitar o surgimento de fissuras e rachaduras. Logo, em resumo, parede rebocada não é bonita, nem prática e pode até mesmo trazer certos riscos. 

Quais os materiais necessários para pintar uma parede rebocada? 

Antes mesmo de darmos dicas práticas sobre como preparar e pintar o reboco de uma parede externa, vale listar quais os materiais e ferramentas de pintura necessárias para esse processo, que serão úteis desde a preparação até o toque final para a entrega ao cliente. 

Sendo assim, sem grandes detalhes, vamos direto à lista. Tome nota! 

Além destes itens, mais ao final do artigo, vamos dar outras dicas alternativas à pintura de parede rebocada, das quais utilizam técnicas e materiais diferentes do convencional, mas que também podem ser uma saída interessante para o acabamento dessas superfícies.  

Mas antes disso, vamos continuar nos procedimentos padrões. Segue aí! 

Como preparar e pintar uma parede rebocada de forma correta? 

Até mesmo os pedreiros mais experientes muitas vezes têm dúvidas sobre como realizar esse tipo de pintura e acabamento, assim como os tipos de materiais e cuidados a serem considerados em cada etapa do processo. 

E a seguir a gente separou alguns desses passos essenciais para não ter erro na hora de pintar o reboco. Confere aí! 

Lixamento 

Sim. A primeira dica sobre como preparar a pintura de parede rebocada é o lixamento correto da superfície e, nesse caso, indica-se uma lixa mais bruta de gramatura 60 ou 80. Caso o reboco seja muito irregular, pode subir essa numeração, se for necessário. 

Esse processo é para deixar a superfície mais regular e remover impureza e defeitos, que venham interferir na aplicação da massa e posteriormente da tinta. 

Aplicação de selador ou massa corrida 

Depois de lixado, o reboco precisa receber o selador pré-pintura, a massa corrida ou acrílica e depois a tinta de acabamento final.

Mas, afinal, qual é o melhor para pintura de parede rebocada? A resposta é: depende! Na verdade, ambos os materiais são recomendados para esse fim, mas suas aplicações variam de acordo com a localização da superfície.

Ou seja, para paredes internas, o melhor é aplicar o Selador Acrílico em uma demão e em seguida aplicar Massa Corrida, se houver necessidade de correção de imperfeições, pois dá um acabamento mais fino e tem uma ação mais delicada de proteção, porém não pode ser aplicada em ambiente úmidos ou que recebam respingos de água. Nestes casos, deve-se usar uma Massa Acrílica.

Já para ambientes externos, também deve-se usar uma demão de Selador Acrílico e se houver necessidade de correção de imperfeições, aplicar Massa Acrílica que oferece maior proteção as intempéries do tempo. 

Nivelamento 

Aplicados o Selador e Massa, deve-se efetuar mais um lixamento antes de receber a tinta. Nesse caso, indica-se o uso de lixas de grãos menores para nivelar a superfície sem a necessidade de grandes forças. 

As chamadas lixas d'água são as mais recomendadas nessa etapa e têm como função deixar a superfície mais regular e com melhor absorção das tintas. 

Pintura 

Massa devidamente seca e lixada, é hora de escolher a cor o brilho do acabamento (Fosco, Acetinado ou Semibrilho) e a tonalidade que a parede vai receber. Para isso, indica-se tintas acrílicas e de boa qualidade. 

É possível aplicá-las de forma convencional, utilizando rolos e pincéis, como também compressores de tinta por pressão. Nesse último caso, utilize equipamentos de qualidade e certifique-se de manusear bem o maquinário. 

Lembre-se também de seguir a recomendação de diluição correta de cada fabricante

Quais as outras alternativas de acabamento para parede rebocada? 

Além de pintar uma parede com reboco, há sim outras alternativas viáveis para se dar um acabamento melhor a essas superfícies. Isso vai desde a colocação de pisos ou azulejos, até técnicas que nem utilizam tintas.

Para exemplificar melhor, nós separamos algumas sugestões úteis. Confira:

  • aplicação de cimento queimado, que dispensa tintas, mas indica-se seguir as mesmas etapas citadas acima — em especial, um bom lixamento;
  • texturas e chapiscos;
  • aplicação de gessos e outros materiais de revestimento;
  • pisos ou azulejos;
  • pintura direta com cal ou tinta no reboco (indica-se fazer com compressor).

Em resumo, essas são algumas dicas essenciais sobre como pintar uma parede rebocada em sua construção e, consequentemente, não deixar aquela imagem de abandono da obra e até mesmo de trazer certos problemas futuros para a superfície. E como bem vimos, além dos processos padrões e convencionais, há ainda muitas alternativas interessantes (algumas até mais econômicas) para esse acabamento especial. 

E você? Já decidiu qual acabamento dar à sua parede com reboco? Qualquer que seja a sua decisão, não abra mão de materiais e insumos de qualidade. Confira o catálogo completo da Norton e agregue ainda mais valor, segurança e produtividade aos seus projetos. 

Comentários